Será que a Apple realmente “pensa diferente”?

Durante essa semana, alguns blogs especializados em assuntos digitais e até mesmo sites de notícias em geral mostraram um caso relativamente polêmico, e que no mínimo merece uma reflexão.
Um editor da MTV americana (no site da MTV, o artigo está assinado por Joey Parker) publicou uma matéria, na qual informa que enviou um email para Tim Cook (sim, ele mesmo: o CEO da Apple!) questionando se ele não considerava desproporcional a quantidade de Emojis brancos, se comparados aos das demais raças.


Para informação: Emojis são aquelas figurinhas utilizadas constantemente em conversas por Whatsapp, por exemplo, principalmente por usuários do IOS (sistema operacional da Apple).

Na verdade, o termo “desproporcional” foi utilizado com muita boa vontade basta você pegar seu celular, e analisar seus Emojis.

A resposta da Apple foi realizada quase que imediatamente, por intermédio da vice-presidente de comunicação da companhia, Katie Cotton.Não há como afirmar se a posição passada por ela foi meramente política,
ou se de fato a Apple se sentiu tocada com a observação feita. De qualquer forma, Katie informou a Joey que concordava com seu questionamento, e deu como explicação (ou desculpa) o fato de que, os Emojis são construídos com base no padrão UNICODE, e que o mesmo não possui grande variedade nesse quesito.

Parênteses: UNICODE é um padrão que faz com que determinado conteúdo seja exibido perfeitamente em diferentes plataformas. Ou seja: fabricando os Emojis dessa forma, a carinha feliz que você envia do seu Iphone será exibida corretamente no Android do seu amigo, no PC de um outro colega, etc.

Tudo muito bom, tudo muito bem… Não fosse pelo fato da Apple já ter aberto mão da “cartilha UNICODE” anteriormente para, por exemplo, incluir Emojis que remetem a casais homoafetivos (existem itens onde dois homens ou duas mulheres aparecem de mãos dadas).

Aí você se pergunta: Se eles saíram do padrão para incluir caracteres que representam uma ala minoritária da sociedade (minoritária no sentido de quantidade, não de importância), por que nao poderiam fazer o mesmo para que existam Emojis que representem outros povos?

No fim da história, alguns podem dizer que somos todos iguais, e que cobrar que existam Emojis de outras raças só faz com que as pessoas fiquem ainda mais voltadas para a distinção e por conseqüência, discriminação das “minorias”.
Essa afirmação pode até ter um fundo de verdade.  Mas por outro lado, por que então não adotar um padrão onde a maioria dos bonequinhos tenham a pele negra, ou os olhos puxados?!

Preconceito velado, ou cisma exagerada?

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Você também pode gostar